Papa envia mensagem ao Egito

mae-rainha
Santa Missa em honra a Mãe Rainha
abril 24, 2017
cnbb
55ª Assembleia Geral da CNBB
abril 25, 2017
papaegito
Papa envia mensagem ao Egito às vésperas de sua viagem
Estou feliz por ir ao país como amigo e mensageiro de paz, diz o Papa no vídeo a todos os egípcios
Da Redação, com Rádio Vaticano
O Papa Francisco enviou uma videomensagem ao Egito por ocasião de sua viagem ao país no final desta semana, 28 e 29. O Santo Padre diz que seu desejo com a viagem é abraçar e encorajar os cristãos do Oriente Médio e levar uma mensagem de amizade e estima a todos os habitantes do Egito e Região.
Confira, a seguir, a íntegra da mensagem:
Desejo que esta visita seja um abraço de consolação e encorajamento a todos os cristãos do Médio Oriente; uma mensagem de amizade e estima a todos os habitantes do Egito e da Região
Com o coração repleto de júbilo e gratidão, virei, dentro de poucos dias, visitar a vossa querida Pátria: berço de civilização, dom do Nilo, terra do sol e da hospitalidade, onde viveram Patriarcas e Profetas e onde Deus, Clemente e Misericordioso, Onipotente e Único, fez ouvir a sua voz.
Estou verdadeiramente feliz por vir como amigo, como mensageiro de paz e como peregrino ao País que, há mais de dois mil anos, ofereceu refúgio e hospitalidade à Sagrada Família, quando teve de fugir das ameaças do rei Herodes (cf. Mt 2, 1-16). Sinto-me honrado em vir à terra visitada pela Sagrada Família!
“Saúdo-vos cordialmente e vos agradeço por me terdes convidado a visitar o Egito, por vós designado «Umm il Dugna (Mãe do universo)».
Agradeço vivamente ao Senhor Presidente da República, a Sua Santidade o Patriarca Tawadros II, ao Grande Imã de Al-Azhar e ao Patriarca Copto-Católico, que me convidaram; e agradeço a cada um de vocês, que me dão espaço nos vossos corações. Obrigado também a todas as pessoas que trabalharam, e estão trabalhando, para tornar possível esta viagem.
Desejo que esta visita seja um abraço de consolação e encorajamento a todos os cristãos do Médio Oriente; uma mensagem de amizade e estima a todos os habitantes do Egito e da Região; uma mensagem de fraternidade e reconciliação para todos os filhos de Abraão, particularmente ao mundo islâmico em que o Egito ocupa lugar de destaque. Faço votos de que possa ser uma válida contribuição também para o diálogo inter-religioso com o mundo islâmico e para o diálogo ecumênico com a venerada e amada Igreja Copto-Ortodoxa.
O nosso mundo, dilacerado por uma violência cega, que feriu também o coração da vossa amada terra, precisa de paz, amor e misericórdia; precisa de obreiros de paz e de pessoas livres e libertadoras, pessoas corajosas que saibam aprender do passado para construir o futuro sem se fechar nos preconceitos; precisa de construtores de pontes de paz, de diálogo, de fraternidade, de justiça e de humanidade.
Queridos irmãos egípcios, jovens e idosos, mulheres e homens, muçulmanos e cristãos, ricos e pobres, abraço-vos cordialmente e peço a Deus Onipotente que vos abençoe e proteja o vosso País de todo o mal.
Por favor, rezem por mim. Shukran wa Tahiaì Misr (Obrigado e Viva o Egito)!